A casa é o elemento central da vida no campo, marca concreta da ocupação da terra pelo homem.

 

Além dos naturais aspectos técnicos que envolvem a construção das moradas dando-lhes forma e volume, reveste-se ainda de extrema importância seu relacionamento com o ambiente no qual se encontram integradas.

 

Na roça, as construções do homem e as da natureza tem a mesma importância. Situam-se as habitações e seus anexos em parceria e sintonia com árvores frondosas, afloramentos de pedras, cursos d’água, uma flor aqui, uma horta ali. A arquitetura dessas instalações forma um conjunto orgânico, definido pela planimetria do espaço (platôs, encostas), pelos elementos de conforto térmico (insolação, ventilação), pela preocupação com os quesitos de proteção contra intempéries (ventos, cheias dos rios) e pela proximidade dos recursos hídricos naturais (minas, córregos, lagos e cachoeiras), em estrita relação com o entendimento das estações do ano e dos ciclos da fauna e flora.

 

O ritmo e a velocidade da vida do homem no campo são regidos pela Natureza, pelo que é próprio à criação e à plantação. Dessa forma, a concepção dessas construções deve visar simplicidade que, paradoxalmente, se revela de forma rica e elaborada, por mais incongruente que isso possa parecer.

 

A casa nos rincões da Mantiqueira - isolada em grotões ou em singelos vilarejos - é um reflexo da vida, sem retóricas, e não um produto da especulação imobiliária impessoal e inanimada das grandes metrópoles.

__________________________________________________

Claudio Torres

Mais...

ARQUITETURA RURAL

projetos      obras      consultoria

CTEng

© 2003 - 2019   ClaudioTorres Eng & Consult Ltda    |    eng@claudiotorres.com    |       

  • White Instagram Icon